Sergio Wilfrido Vázquez
Sergio Wilfrido Vázquez

Coxinha, batata frita e outros petiscos de boteco são os preferidos dos brasileiros, não é mesmo? No entanto, Marco Antônio Carbonari gostaria de desmistificar a ideia de que eles só combinam com uma cerveja geladinha, afinal, vinhos podem ser um ótimo acompanhamento para os mesmos. Por isso, confira este artigo na íntegra!

  1. Vinho e pastel

A gordura presente nas frituras pede uma bebida ácida, adstringente ou com borbulhas, a fim de que seja removida. Por isso, para pastéis muito recheados, a indicação do empresário são vinhos tintos de corpo leve ou espumantes, como o Merlot ou Brut Branco, respectivamente.

  1. Vinho e coxinha

Para harmonizar a coxinha com um bom vinho, Marco Antônio Carbonari comenta que é necessário considerar um vinho mais adstringente. Desse modo, a melhor opção é um Shiraz ou, ainda, um Carménère, como para os pastéis.

  1. Vinho e bolinho de bacalhau

É fato que vinho e peixe tem tudo a ver, não é mesmo? Mas o peixe no bolinho frito é realmente mais difícil na hora de harmonizar. Por isso, o empresário explica que para fazer essa combinação deve-se considerar um vinho que constraste com o sabor intenso do bolinho de bacalhau. O Chardonnay, por sua vez, é perfeito para isso!

  1. Vinho e batata frita

Quem não gosta de batata, ainda mais frita? Por fim, Marco Antônio Carbonari explica que para combinar a queridinha dos botecos com a fineza do vinho não é tarefa difícil: um vinho rosé casa perfeitamente com o prato, ainda mais se o mesmo estiver acompanhado de molhos brancos com o sabor intenso, como a mostarda dijon.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui