Cristina Mosolf

Dentre tantas técnicas, estratégias e conceitos do Marketing, a empresária Cristina Mosolf explica que o Trade Marketing é só mais um deles que, por sua vez, ainda gera muitas confusões entre leigos e profissionais. Isso não acontece sem motivo, pelo contrário: essa área é muito ampla e engloba uma diversidade de aspectos e setores empresariais.

Por esse motivo, Cristina Mosolf, a convite de nossa redação, comenta neste artigo tudo o que você precisa saber sobre essa área, para que você entenda não somente o que é, mas qual é sua importância e como ocorre uma operação de Trade Marketing. Desse modo, caso você tenha interesse nesse assunto e deseja aprender mais sobre o mesmo, não deixe de acompanhar este artigo até o final.

Entendendo o que é Trade Marketing

Para entender o que é Trade Marketing, é necessário entender, antes, o que é B2B: um modelo de negócio que consiste na venda de produtos e/ou serviços de uma empresa para outras empresas. Desse modo, Cristina Mosolf explica que o Trade Marketing é, então, uma estratégia desse modelo. Essa, por sua vez, é realizada por meio de canais de distribuição que possuem como prioridade o atendimento a demandas específicas do shopper, ou seja, do comprador do produto.

De maneira mais simplificada, a definição de Trade Marketing, segundo Cristina Mosolf, se resume a práticas que são planejadas e executadas de modo a objetivar o aumento de vendas e a otimizar a atuação dos canais de distribuição. Pois é, amplo, não é? Por isso, agora vamos entender qual é sua importância.

O fato é que, de acordo com Cristina Mosolf, o Trade Marketing, é super importante por gerar a melhor percepção por parte do público, a fim de que resulte na maior visibilidade do produto ou serviço, ainda que o cliente não o tenha comprado efetivamente. Em outras palavras, o Trade Marketing é importante pois busca sempre fazer jus ao dito popular: “a primeira impressão, é que fica”.

Mas afinal, como fazer Trade Marketing?

Por fim, Cristina Mosolf explica que como tal estratégia conversa tanto com o setor de marketing quanto com o setor comercial de uma empresa, o primeiro passo para implementá-lo é traçar um plano de distribuição e logística de um produto. Na prática, o objetivo é pensar e planejar tudo o que será capaz de despertar interesse de compra no consumidor no próprio ponto de venda do mesmo.

Apenas a partir disso, é necessário que exista uma equipe capacitada e especializada para ficar à disposição do produto e garantir que sua venda esteja sempre de acordo com o planejado. Para isso, a empresária Cristina Mosolf acredita que capacitação e treinamento são indispensáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui