O Rio Grande do Sul fica com sete regiões em bandeira vermelha e 14 em laranja. Imagem: Reprodução

Além de Caxias, Porto Alegre, Passo Fundo e Guaíba tiveram os pedidos de reconsideração aceitos. As bandeiras são válidas até a próxima segunda, 23

Com revisão, esta é a 16ª semana consecutiva que a região da Serra permanece na bandeira no Modelo de Distanciamento Controla do Governo do Estado. O mapa preliminar saiu na sexta-feira, 13, mas após recursos enviados pelos municípios, o Gabinete de Crise deu como deferido o pedido de reconsideração. Assim, o Rio Grande do Sul fica com sete regiões em bandeira vermelha e 14 em laranja. As bandeiras da 28ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira, 23.

De acordo com o governo, o recurso da região de Caxias do Sul foi aceito porque, apesar do aumento significativo dessa semana, os indicadores são similares aos de outras semanas. A elevação foi mais forte nessa, porém ainda bastante abaixo de níveis históricos dos momentos em que a região esteve em bandeira vermelha por longo período, com posterior controle e retomada por maior período em bandeiras de menor risco. Hoje, até a última atualização da Secretaria Estadual de Saúde, às 14h18, a ocupação de leitos de UTI no Hospital Tacchini está em 71,1%.

Além de Caxias, foram aceitos
das regiões Covid de Porto Alegre, Passo Fundo e Guaíba. Na análise, a equipe
técnica rejeitou os pedidos das regiões de Novo Hamburgo, Santo Ângelo e Santa
Rosa, que permanecem na bandeira vermelha, ao lado de Capão da Canoa, Canoas,
Cruz Alta e Ijuí, que não entraram com recursos.