Nenhum pedido de reconsideração foi aceito pelo Comitê de Crise do Governo do Rio Grande do Sul, mantendo 20 das 21 regiões na bandeira vermelha do modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Estado. Com isso, as restrições mais rígidas seguem até a segunda-feira, 14.

De acordo com o Governo, os pedidos de reconsideração foram indeferidos em função da contínua redução de leitos livres e do aumento da ocupação de leitos de UTI nas macrorregiões. Mesmo que algumas regiões tenham apresentado média final menor do que na semana passada, optou-se pela manutenção das restrições mais severas da bandeira vermelha em um esforço para diminuir o contágio nestes 14 dias.

A única região que está considerada como risco médio de contaminação é a de Taquara, que somam oito municípios. É a primeira vez, em 31 rodadas, que o mapa definitivo tem apenas uma bandeira laranja e 20 regiões vermelhas. A vigência das novas bandeiras se inicia à 0h de terça-feira, 8 de dezembro.