Com 3.036 habitantes, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020, o município de Pinto Bandeira é o mais novo do Estado do Rio Grande do Sul, sendo, portanto, o de número 497. Apesar de jovem, é considerado estruturado e bem desenvolvido economicamente.

O prefeito Hadair Ferrari, no segundo mandato, afirma que a gestão está tranquila, graças às experiências adquiridas nos quatro anos anteriores. “Estamos fluindo bem”, aponta. Contudo, acrescenta que “na área da educação, em função da pandemia do coronavírus, está um pouco mais trabalhoso”, pontua.

Prefeito Hadair Ferrari afirma que área de educação é mais trabalhosa

Ainda assim, o segmento educacional não está parado, ao contrário, continua recebendo atenção e grandes investimentos por parte do poder público municipal. Prova disso é a construção de uma nova creche para melhor atender a necessidade da comunidade. As obras estão bem avançadas. “Está praticamente pronta”, comemora Ferrari.

Ainda de acordo com o prefeito, para a conclusão definitiva, falta finalizar o entorno da construção e o mobiliário do novo espaço. O local já tem previsão de inauguração. “Vamos batalhar para ativar nas férias de julho, na metade do ano. Senão, vai ficar para o final do ano”, declara.

Obras da nova creche custaram aproximadamente R$ 1 milhão e 400 reais

Atualmente as crianças são atendidas em um espaço alugado provisoriamente no salão da paróquia, mas que funciona como manda o regulamento. Lá, 40 alunos, de zero a três anos, recebem atendimento. Porém, a nova infraestrutura terá capacidade para 85, ou seja, mais que o dobro da atual.

Dando exemplo para o país

A prefeitura fornece anualmente, para os 160 alunos, o kit de material escolar, o uniforme e o transporte 100% subsidiado para todos os matriculados na rede, de acordo com a Secretária de Educação, Angelita Pavan Poloni. Por lá, a realidade da educação é diferente da grande maioria do país: não há criança fora da escola, nem fila de espera por vagas.

Esse conjunto de fatores fez de Pinto Bandeira o município que mais investiu em educação por aluno, em 2015, segundo o Anuário Brasileiro de Educação Básica, divulgado em 2019. Angelita ressalta que a gestão atual assumiu depois, em 2017, entretanto, seguem os mesmos passos. “Continuamos dessa forma hoje, valorizando bastante. Afinal, educação é o caminho”, destaca.

Para dar conta da demanda, são 40 profissionais atuando, entre professores, monitores, auxiliares de educação infantil e profissionais de serviço gerais. A cidade conta com três escolas. Uma de educação infantil e duas que atendem os anos iniciais do Ensino Fundamental. As demais series são oferecidas na rede estadual.