Vinícolas brasileiras não conseguem superar venda de espumantes de 2019. Cancelamento de eventos por causa do coronavírus e a falta de garrafas também influenciou no desempenho final

O ano de 2020 já foi batizado como o ano do vinho brasileiro, mas os dados oficiais da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra) mostram que a grande expectativa do setor em relação à venda de espumantes no mês de novembro não se confirmou.

Faltaram 803.630 litros, ou 1.071.506 garrafas, para chegar ao número dos mesmos 11 meses de 2019. Em volume, de janeiro a novembro, os 5.104.072 litros do ano passado caíram para 4.300.442 litros este ano. Entretanto, os vinhos finos aumentaram 58,11% no período, de 14.366.055 para 22.713.777 litros.

O presidente da Uvibra, Deunir Argenta, disse que “realmente 2020 é o ano do vinho brasileiro. A percepção da qualidade pelo próprio brasileiro que, movido pela alta do dólar, passou a optar pelos rótulos nacionais, é motivo de comemoração, pois mostra um novo período para o setor”, celebra

Segundo ele, havia “uma expectativa maior em relação aos espumantes, mas ainda temos dezembro para contabilizar. Mesmo assim, acreditamos que a pandemia mudou o comportamento do consumidor e o vinho passou a ser o grande companheiro, enquanto o espumante, líder das festas de final de ano, perdeu um pouco do seu brilho em razão do momento pandêmico vivido”, avalia.

Importante

O cancelamento de eventos em razão da pandemia da Covid-19 e a falta de garrafas, também causada pela crise do coronavírus, também influenciou no desempenho final.

26 regiões

Além do câmbio e da percepção da qualidade da produção nacional, o ano da ‘Safra das Safras’ também trouxe o aumento da competitividade do vinho nacional, a melhor distribuição e a facilidade no acesso com o uso de ferramentas como o e-commerce.

Argenta entende que “o consumidor está aberto às novas experiências, fazer descobertas, degustar o diferente, o novo. E o Brasil tem tudo isso”, explica o presidente. Hoje, 26 regiões produtoras de 10 estados brasileiros elaboram vinhos, espumantes e sucos de uva de diferentes estilos e categorias, para distintos apreciadores e momentos.

COMERCIALIZAÇÃO DE VINHOS FINOS, ESPUMANTES
E SUCO DE UVA ELABORADOS NO
RIO GRANDE DO SUL – MERCADO INTERNO 2020 (litros)

PRODUTOS NOVEMBRO REPRESENTATIVIDADE NO ANO JAN A NOV
Vinhos Finos 1.864.545 8,21 % 22.713.777
Espumantes (Brut) 2.628.292 23,29 % 11.283.117
Espumantes (Moscatéis) 1.672.150 21,15% 7.907.217
Suco de Uva * 14.695.389 9,62% 152.759.362

* Suco de Uva (Natural/Integral, Reprocessado/Reconstituído, Adoçado e Concentrado) Fonte: SISDEVIN/SEAPDR | Elaboração: Uvibra – Dados coletados em 21 de dezembro de 2020.

IMPORTAÇÃO DE VINHOS FINOS, ESPUMANTES
E SUCO DE UVA 2020 (litros)

PRODUTOS JAN A NOV % 2020/2019
Vinhos Finos 133.314.922 26,61%
Espumantes 4.434.257 -21,40%
Suco de Uva 28.180 -61,80%

Fonte: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
Fotos: Jeferson Soldi