Morreu na tarde desta quinta-feira, 18, em Cachoeirinha, aos 88 anos, o músico gaúcho Telmo de Lima Freitas. A informação foi confirmada pela filha do cantor. A causa da morte não foi divulgada.

Freitas nasceu em São Borja. Filho de oficial do exército Leonardo Francisco Freitas e Mariana de Lima Freitas, o tradicionalista iniciou cedo sua paixão pela música. Foi aos 14 anos, que o cantor integrou o grupo Quarteto Gaúcho. Em 1973, lançou seu primeiro disco, intitulado “O Canto de Telmo de Lima Freitas”. A partir de então, seguiu sua trajetória conquistando diversos prêmios em festivais de música nativista, em especial para a Calhandra de Ouro, prêmio máximo da Califórnia da Canção Nativa, em Uruguaiana, com a música “Esquilador”.

Em 1980, lançou “Alma de Galpão”. Com o álbum “A Mesma Fuça”, recebeu o Troféu Açoriano em duas categorias: melhor compositor e melhor CD regional. É autor do livro de poesias crioulas “De Volta ao Pago”, lançado pela Editora Treze de Maio. Em 2006, o músico gravou em Porto Alegre uma compilação de suas composições, denominada Aparte, com participação de familiares. Ele foi patrono dos Festejos Farroupilhas do Rio Grande do Sul em 2009.

Freitas residiu durante anos em Uruguaiana e outras cidades do interior como por exemplo Itaqui. O artista deixa os filhos Ione, Ana Elisa e Leonardo Francisco, além de quatro netos e uma bisneta.

Foto: MTG / Divulgação