Apesar de melhorias no cenário de alguns indicadores, a capacidade hospitalar ainda opera próximo do limite: cerca de 90% dos leitos covid-19 seguem ocupados no RS

A 50ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado do Governo do Rio Grande do Sul manteve, pela oitava semana seguida, o Vale do Taquari na bandeira preta, bem como, as demais 20 regiões do território gaúcho. A informação foi confirmada nesta sexta-feira, 16. Apesar de melhorias no cenário de alguns indicadores, a capacidade hospitalar ainda opera próximo do limite: cerca de 90% dos leitos covid-19 seguem ocupados no RS. Desde o dia 27 de fevereiro, todas as regiões apresentaram piora nos números.

Nesta rodada, o Rio Grande do Sul possuía 333 leitos de UTI livres e 2.096 ocupados com pacientes diagnosticados com a covid-19. De acordo com o Comitê de Crise, o número está melhor do que na rodada anterior. Como a ocupação hospitalar ainda está próxima a 90%, o Estado segue com pressão sobre o sistema de saúde gaúcho. Com isso, não há mudanças nos protocolos na próxima semana. 

Segundo a secretária da Saúde, Arita Bergmann, o cenário ainda é de risco altíssimo, como mostra o mapa todo preto do Distanciamento Controlado pela oitava semana consecutiva. “Se cada um não fizer a sua parte, o Estado ser cuidadoso ao liberar as atividades, os municípios serem rigorosos na fiscalização e os estabelecimentos e as próprias pessoas respeitarem os protocolos da sua cidade, além dos protocolos obrigatórios, como uso de máscara, evitar aglomeração e fazer a higienização constante, mais tempo ficaremos sob as restrições de distanciamento”, afirma.

Velocidade na queda de internações diminui

Se na rodada anterior, o ritmo da queda nas internações havia apresentado velocidade, nesta atualização, o cenário apresentou redução, porém, em menor velocidade. De acordo com o relatório, houve nova redução nos números de pacientes confirmados com Covid-19 em leitos clínicos (-11%) e em UTI (-10%), comparativamente à semana anterior. O número de registros de óbito também reduziu, caindo 14% no período.

No entanto, o Boletim de Hospitalizações RS, atualizado diariamente pelo Comitê de Dados, nesta sexta-feira, mostra que há uma desaceleração na queda de internações no Estado em leitos clínicos. A variação de pacientes confirmados com Covid na semana retrasada foi de -21,4%, na semana anterior de -,18,3% e, nesta semana, de -10,8%. Enquanto no dia 5 de fevereiro havia 1.329 pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19 em leitos clínicos, hoje são 3.106 internados, ou seja, 2,3 vezes a mais que no início do ciclo.

Somando o total de pacientes confirmados e suspeitos em leitos clínicos e UTI, o RS ainda está com quase duas vezes mais internados do que nos picos anteriores. “Nos últimos dias, houve desaceleração do ritmo de queda no número de internados em leitos clínicos. Mantém-se alerta, pois qualquer reversão do processo de queda passará antes por uma desaceleração, e, dada a continuidade da alta pressão sobre o sistema hospitalar, ainda não há espaço para nova elevação a partir do patamar atual”, aponta balanço do Comitê de Dados.

Mapa da 50ª rodada não vai aceitar pedidos de reconsideração

Sem mudanças que possam minimizar os efeitos das restrições impostas pela bandeira preta, o Governo do RS não irá aceitar pedidos de reconsideração. A cogestão regional, por sua vez, está permitida. Atualmente, todas as 21 regiões aderiram à gestão compartilhada e podem utilizar protocolos próprios até o limite de restrições da bandeira vermelha – não podendo ser mais flexíveis que isso.