Instituição, de Carlos Barbosa, dobrou o número de atendimentos
na porta Covid-19 na comparação com a média registrada
nas três primeiras semanas de fevereiro

A escalada de novos casos de Covid-19 nos últimos dias em todo o Rio Grande do Sul atingiu também o Hospital São Roque, de Carlos Barbosa. A instituição dobrou o número de atendimentos na porta Covid-19 na comparação com a média registrada nas três primeiras semanas de fevereiro. 

Como consequência da ampliação do número de atendimentos, a quantidade de internações também foi catapultada ao maior patamar desde o início da pandemia. Contudo, não estão sendo medidos esforços para absorver toda a demanda de pacientes, mesmo que a instituição esteja operando atualmente acima da sua capacidade limite. 

“Os casos estão se multiplicando em uma velocidade muito maior do que a capacidade de atendimento consegue ser ampliada. A gravidade dos casos recentes tem sido maior e a média de idade dos pacientes está diminuindo. Nossas equipes estão se entregando ao máximo e continuam firmes depois de um ano de trabalho intenso”, definiu a diretora técnica do Hospital São Roque, dra. Neusa Maria Furlan.  

Nas últimas horas, o Hospital São Roque ativou sua última e mais robusta estratégia de combate à pandemia. As estruturas internas foram reordenadas e novos ambientes foram criados para receber e estabilizar pacientes críticos até que haja condições de encaminhá-los a um leito regular de UTI em alguma instituição. 

“Além de nos preocuparmos em ampliar estruturas, buscamos reforçar nossa equipe de trabalho convocando os médicos do corpo clínico e os profissionais da saúde da instituição que estavam de férias. Todas as medidas que estão ao nosso alcance foram tomadas para viabilizar o melhor atendimento possível à comunidade neste momento de extrema dificuldade”, afirma a gestora do Hospital São Roque, Cátia Argenta. 

A instituição reforça o apelo à comunidade para que mantenha atenção às normas de proteção. É fundamental que todos sigam as orientações das autoridades sanitárias, utilizando máscara em todos os momentos e higienizando as mãos e os ambientes de contato. O São Roque recomenda ainda que a população evite ao máximo aglomerações e circulações desnecessárias, mantendo sempre o distanciamento social, principalmente neste momento crítico.

Fonte: Assessoria de Comunicação Hospital Tacchini
Foto: Cátia Argenta/Tacchini