Pedido deverá ser encaminhado à Secretaria Estadual da Saúde (SES); Para aumentar a capacidade, realização de cirurgias eletivas foram suspensas no Hospital Tacchini

A prefeitura de Bento Gonçalves vai solicitar ao Governo do Rio Grande do Sul a abertura de mais cinco leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) nos próximos dias. A medida emergencial visa aumentar a capacidade de atendimento para receber pacientes contaminados pelo novo coronavírus e que necessitam de atendimentos intensivos, em decorrência da piora em seus quadros clínicos. Caso a solicitação seja aprovada, o Complexo Hospitalar, no bairro Botafogo, será o local para receber as intalações.

A definição de estratégias foi desenhada durante a segunda-feira, 14, em reunião com o prefeito e secretário da Saúde, Guilherme Pasin e o Gabinete de ação contra a covid-19.

De acordo com a prefeitura, além da tentativa de ampliação de leitos, fora suspensas a realização de cirurgias eletivas, consideradas não urgentes, para aumentar a quantidade de leitos vagos para atendimento de pacientes infectados pela covid-19 e que precisam de internação junto ao Hospital Tacchini.

Em nota, a casa de saúde informou que a suspensão iniciou nesta semana, com o reagendamento de parte dos procedimentos. “A avaliação está sendo feita caso a caso”, explica o documento. A medida de suspensão também ocorre, em razão do aumento de atendimentos diários na estrutura Fast Track, localizada em frente ao Tacchini. Na comparação com os meses de outubro e dezembro, o número de atendimentos cresceu cerca de 193%.

Além de pacientes internados por confirmação da covid-19, o número de baixas hospitalares em leitos de UTI também ocorre em razão de outras patologias, ampliando a necessidade de recursos e estrutura hospitalar. “É preciso que entendam, que temos pacientes acidentados, com comorbidades, e os que chegam em estado crítico pela Covid-19. Temos que diminuir a circulação desnecessária nas ruas, fazer com que o vírus circule menos e assim, possamos cuidar da população”, destaca o coordenador Médico da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Marco Antônio Ebert.

Atualmente, Bento Gonçalves registra 6.327 casos confirmados da doença, sendo 446 ativos e 129 óbitos. A capacidade de UTI está em 93,3%, com 42 dos 45 leitos de UTI disponíveis ocupados. 

Foto Interna: João Pedrassani / Reprodução
Foto de Capa: Arquivo / Hospital Tacchini

Foto: João Pedrassani