Apesar das asas existirem para manter a estabilidade do avião, Fernando Siqueira Carvalho, especialista no assunto, nos conta algumas informações curiosas acerca dessa parte tão fundamental de uma aeronave. Confira:

AS ASAS NÃO SÃO ESTRUTURAS RÍGIDAS;
Fernando Siqueira Carvalho conta que é comum olharmos para um avião e pensarmos que as asas são rígidas, porém não são. Na verdade, a asa deve ser longa e flexível para proporcionar, de fato, estabilidade.

FIOS, CABOS E TUBOS PASSAM PELA ASA;
As asas também abrigam metros e mais metros de fios, ailerons, rolamentos, freios aerodinâmicos, e outra variedade com a função de manter a estabilidade. Fernando Siqueira Carvalho conta que em alguns casos, como a aeronave E2 possuem mais de 24 metros de tubulação hidráulica em cada asa.

RELAÇÃO DIRETA COM AEROFÓLIOS DE CARROS;
Fernando Siqueira Carvalho conta que se trata das estruturas que direcionam o fluxo de ar nas asas. Chamadas de flape se parecem com aerofólios de automóveis e são ativadas no pouso e na decolagem;

PODEM SER POSTOS DE COMBUSTÍVEL;
Alguns aviões, geralmente os militares como o KC-390, possuem um dispositivo que pode ser instalado na asa que a faz se transformar em uma bomba de combustível voadora. Sendo assim, o avião pode abastecer outros durante um voo.

AS ASAS NÃO SÃO TODAS IGUAIS;
Em algumas situações, nem os mesmos modelos de aviões possuem as mesmas asas. Isso acontece, explica Fernando Siqueira Carvalho, para possibilitar um desempenho melhor vindo de cada aeronave.

A ASA É ONDE FICA O COMBUSTÍVEL DO AVIÃO;
Você sabia que o combustível fica na asa do avião? Em um E190-E2 há 12,8 toneladas de querosene, o equivalente a três mil tanques de gasolina de um carro popular. Fernando Siqueira Carvalho conta que muitas pessoas evitam sentar nas janelas próximas às asas por conta disso, mesmo sendo extremamente seguro.

Você sabia sobre todas essas utilidades das asas de um avião?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui