A presidente da Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP), Elizabeth Guedes, avalia que é contraditório as cidades retornarem à rotina normal, com shopping centers e bares abertos, mas ainda sem a volta às aulas presenciais.

Ela cita como exemplo o prefeito de Belo Horizonte, que suspendeu o alvará das escolas e faculdades.

A impressão é que se confia mais na capacidade de gestão de donos de bares e restaurantes do que de diretores de instituições de ensino.