O Ministério Público Federal enviou ofício ao Inep para que considere a possibilidade de adiar a aplicação do exame do Enem no Distrito Federal.

O questionamento foi motivado pelo risco de aumento expressivo de infecções pelo coronavírus.

O MPF pediu esclarecimentos também à Vigilância Sanitária e à Secretaria-Executiva do Ministério da Educação.

Os órgãos têm 24 horas para responder ao MPF. As provas estão marcadas para domingo.

Uma eventual resposta pouco convincente pode levar os procuradores a ajuizarem um pedido urgente de suspensão do Enem ao Judiciário.

.  

Continua após a publicidade