A primeira fase do vestibular da Fuvest começou hoje para os 130.000 candidatos a uma das 11.147 vagas para ingresso na Universidade de São Paulo (USP). Em função da pandemia, o número de locais de prova subiu de 88, em 2020, para 148 neste ano. O aumento faz parte de um conjunto de medidas de proteção que seguem os padrões sanitários para prevenir a contaminação de candidatos e funcionários.

O uso de máscaras é obrigatório e a distância entre as carteiras agora é de 1,5 metro. Cada uma delas terá um sachê com lenço umedecido com álcool 70% para que os candidatos reforcem a desinfecção já realizada previamente. Coordenadores e fiscais de prova usarão máscara, luva e face shield, enquanto que as salas de aula e banheiros terão álcool gel à disposição.

“A Fuvest selecionou um maior número de locais de prova, com um total de candidatos por sala de no máximo 50% da ocupação adotada em anos anteriores. Essa medida garante que a ocupação das salas de prova seja inferior a 40% da capacidade máxima da sala, uma vez que a ocupação normal para o vestibular da Fuvest tem sido de, aproximadamente, 80% da capacidade máxima das salas. Com isso, atende-se ao estipulado na fase Amarela do Plano São Paulo”, diz a Fuvest. A prova deste domingo tem 90 questões de múltipla escolha e teve início às 13h.