Se você nunca ouviu falar sobre acidentes causados pela ruptura de uma estrutura, saiba de uma coisa: Sim, isso pode ocorrer mais do que qualquer pessoa possa imaginar.

E é claro que isso é algo que acaba degradando a projeção e praticidade da obra. Os setores responsáveis por essa estrutura está sobre o conhecimento da física e da mecânica aplicado na Engenharia, cuja denominação é resistência dos materiais.

De acordo com Josué Eraldo da Silva, os setores responsáveis também são conhecidos como “mecânica dos materiais” e podem fornecer a base para o projeto de elementos submetidos a carregamentos e esforços, tais como estruturas de edificações e componentes de máquinas e equipamentos.

Sendo assim, trata-se de um segmento da mecânica que pesquisa sobre as relações entre as cargas externas aplicadas a um corpo deformável e a intensidade das forças internas que agem no interior do corpo. Esse tema também pode estar relacionado com o cálculo das deformações do corpo e que proporcionam também o estudo de sua estabilidade quando sujeito a forças externas.

Em suma, a resistência dos materiais funciona através do o conceito de resistência, que representa o quanto que um material possui a capacidade de aguentar a um dado esforço gerado por um carregamento e também com o conceito de rigidez, sendo assim, o quanto que um material se deforma e/ou se desloca a um dado carregamento.

Para Josué Eraldo da Silva, CEO da Jacitara, empresa de Indaiatuba, ter o entendimento sobre o conhecimento da resistência dos materiais é extremamente necessário, sendo o pré-requisito para a análise de estruturas em geral tais como, estruturas de concreto armado, concreto protendido, estruturas em aço, em madeira, alvenaria estrutural dentre outros.

Por fim, essa resistência dos materiais pode facilitar os sistemas estruturais, dos materiais de construção, proporções e dimensões dos elementos de uma dada estrutura, para que estas possam cumprir suas finalidades no interior de uma margem de segurança, com confiabilidade e durabilidade.

Além disso, essa organização de resistência contribui também a obtenção de estruturas otimizadas, através da utilização racional do material e por consequência gera uma economia da estrutura, sendo o maior foco do engenheiro, projetar estruturas econômicas e resistentes.

Para o profundo conhecimento sobre o assunto, segundo Josué Eraldo da Silva, a manipulação da resistência dos materiais pode ser feita de maneira perfeitamente quantificável e qualificada dentro do estudo da Engenharia dos Materiais.

Conquanto, para focar na resistência dos materiais, é preciso realizar a aplicação sobre os conhecimentos na produção e utilização de peças com um determinado papel a cumprir. Dessa forma, é essencial ter conhecimento sobre os limites de cada tipo de material, descobrindo assim até onde é possível manipulá-los.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui